4.11.05

Mulher de Militar

Deus estava às voltas com a tarefa de construir um exemplar humano do sexo feminino e de um modelo denominado “Mulher de Militar”. Estava já com uns seis dias de atraso com relação à data de entrega do pedido, quando a ele se apresentou um anjo e lhe disse: - “Senhor, parece que tens muitos problemas para terminar este protótipo. Por que não o fabricas seguindo os planos normais dos demais modelos?”.

Deus lhe respondeu: “Por acaso não vistes as especificações deste modelo? Tem que funcionar perfeitamente ainda que esteja sozinha, pelo tempo que for necessário, portanto, deve saber desempenhar as responsabilidades de pai e de mãe, ser uma perfeita anfitriã para quatro ou quarenta pessoas com apenas uma hora de áviso, conformar-se com muito pouco, resolver sem um manual que lhe sirva de guia, a qualquer emergência que se apresente, ser capaz de manter-se alegre e com excelente ânimo ainda que estando enferma ou com náuseas durante uma gravidez e deva ser capaz de mudar-se a diferentes cidades em pouco tempo, sem que isso esteja no planejamento.

Ah, já ia me esquecendo... deve ser seis pares de mãos”.
O Anjo balançou a cabeça de lado a outro e disse: “Seis pares de mãos, impossível. Tu és Todo Poderoso, podeis faze-lo, mas não ficaria estético!”
Deus lhe respondeu: “Tens razão, não seria bem vista. Mas não te preocupes. Para compensar, criarei muitas outras mulheres de militares para que se ajudem mutuamente quando da ausência de seus parceiros. Além disso, lhe colocarei um coração excepcionalmente forte para que possa encher-se de orgulho com as conquistas do seu companheiro, agüentar a aflição das separações prolongadas, palpitar compassadamente ainda que esteja cansado por excesso de trabalho e ser suficientemente grande para que lhe faça dizer compreendo quando não compreende, ou eu te amo quando de um desentendimento”.

“Senhor”, disse o Anjo, tocando-lhe o braço suavemente, “Estais muito cansado, por que não te deitas e descansas um pouco? Amanhã podereis terminar este projeto”.
“Agora não posso parar”, disse Deus. “Estou a ponto de curar algo que será único em sua classe. Já consegui fazer com que este modelo possa curar-se a si mesma quando esteja enferma, atender a seus hóspedes inesperados de fim de semana, dizer adeus àqueles que ama, sendo de um cais, de um pátio de um quartel ou de uma pista de base aérea, e entender o quanto é importante que ele se vá nessa viagem deixando-a só”.

O Anjo então, voou em redor do protótipo de uma mulher de militar, observando-a atentamente. Como um gesto de desesperança levantou os olhos e após um longo suspiro disse: “Me parece bem, mas... um tanto frágil, não?”.

Por último, o Anjo se inclinou até a criatura e passando o dedo em sua face notou-a úmida. “Há escape de fluído” – disse. “Ou foi mal desenhada, ou há algo errado na construção. Eu não me surpreendo que tenha rachado, por que Tu colocaste muitas coisas dentro deste modelo”.
O Senhor franziu o cenho, ofendido pela falta de confiança do Anjo e lhe disse: “O que estais vendo não é escape de fluído, é uma lágrima”.

“Uma lágrima?” “O que é uma lágrima?” “Para que serve?” – perguntou o Anjo.
Deus lhe respondeu: “Serve tanto para os momentos de alegria como para os de tristeza, os de orgulho e os de dor, os de satisfação e os de frustração. E, além disso, uma demonstração visível de todos os valores morais e cívicos que ela e o seu companheiro defendem”.
“Senhor, creio que esta lágrima é realmente um acessório excepcional, o mais versátil de todos os que até agora colocastes neste ser. Tu és realmente genial”. Exclamou o Anjo.

E Deus, com fisionomia de espanto, contestou:

“Mas não fui eu quem colocou esta lágrima aí...”.

[texto enviado por Ana Carolina Rodrigues]

**************
p.s: Meninas, mandem os textos (
amormilitar@yahoo.com.br)
Divulguem o blog tá? Não deixem de visitar!

Beijocas da Li!!!

1 Comments:

Anonymous Fernanda said...

Adorei o texto, ainda que eu seja mulher de um bombeiro militar acho q a descrição encaixa rs!

sexta-feira, maio 04, 2012 6:52:00 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home